Sopesp completa 30 anos comemorando recordes e apontando para o futuro

Sindicato criou ações que ajudaram nos bons resultados portuários deste ano.


O Sindicato dos Operadores Portuários do Estado de São Paulo (Sopesp) completa 30 anos no próximo dia 22. A data é celebrada, inclusive, por conta dos bons resultados do setor no Brasil, que contaram com a contribuição decisiva da entidade. Celebrando recordes de movimentação, o órgão mantém seu olhar para o futuro, comprometendo-se a modernizar ainda mais as operações, para que o porto siga em crescimento constante.

Apesar de toda conjuntura internacional, com conflitos em algumas regiões do mundo, e da situação nacional, ainda com juros elevados e diversas incertezas, o porto santista, mais uma vez, alavancou a economia. Prova disso foi que, segundo o Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC), a balança comercial segue batendo recordes. Só no mês passado, houve superávit de US$ 8,776 bilhões. O acumulado de 2023 é de US$ 89,285 bilhões, o maior resultado para o período desde o começo da série histórica, iniciada em 1989.

Isto só foi possível por conta de implementações executadas pelos operadores. Afinal, eles detêm a qualificação necessária para a movimentação de cargas e pessoas.

Regis Prunzel
O setor trabalhou incansavelmente, para que as operações, tanto em Santos e Guarujá, quanto em São Sebastião, os dois portos existentes no Estado, fossem eficientes, modernizando e acelerando processos. Atingimos o objetivo, e os números estão aí para comprovar. Ficamos felizes, pois é fruto, também, do diálogo que mantemos com trabalhadores, categorias empresariais e governantes. – Regis Prunzel, presidente do Sopesp.

Ele destacou, ainda, que toda a interlocução do sindicato corrobora para que a economia do Brasil cresça. “Por aqui, passa grande parte da riqueza gerada pela nação. Então, é fundamental que os portos paulistas cresçam, e isso só acontece se, juntos, buscarmos o desenvolvimento para maior fluidez. Seguimos atentos às novidades do mercado, agindo para que 2024 seja um ano ainda melhor. Este é o nosso foco”.

Na luta

Este também foi um ano de esforços concentrados na resolução de um gargalo já conhecido: os problemas de acesso ao porto. O sindicato, incansavelmente, atuou, e segue trabalhando, pela criação de uma nova ligação entre o Planalto e a Baixada Santista.
“Uma coisa é clara: está mais do que na hora de termos uma terceira pista no Sistema Anchieta-Imigrantes (SAI). O modal atual está saturado, impedindo maior fluidez. Isto compromete a movimentação, já que impede que as cargas cheguem e saiam com mais velocidade. Trata-se de um assunto urgente, o que nos fez seguir dialogando com as autoridades, buscando, finalmente, uma solução”, disse o presidente do Sopesp, que promete insistir no tema, até que haja uma definição satisfatória para o Porto.

Ações

Sempre visando a melhoria da área, ao longo do ano, foram realizadas diversas iniciativas. Entre elas, existiu uma reunião, ainda em fevereiro, com o então recém nomeado secretário de Assuntos Portuários e Emprego de Santos, Bruno Orlandi. No encontro, tratou-se de geração de novos postos de trabalho, demandas do setor portuário para o futuro e a relação Porto-Cidade.

Também houve participação em eventos do setor. A principal foi em maio, na 21ª Edição do Santos Export 2023, o principal fórum de logística, infraestrutura e transportes voltado ao maior complexo portuário da América Latina. Por sinal, no seminário, o sindicato recebeu uma homenagem em reconhecimento a sua contribuição contínua para o setor portuário e logístico.

Em setembro, foi assinada a Convenção Coletiva de Trabalho 2023/2024 com o Sindicato dos Trabalhadores de Bloco dos Portos de Santos, São Vicente, Guarujá, Cubatão e São Sebastião. Entre os principais pontos acordados, estão a abertura de 30 vagas no cadastro do OGMO – Santos para ingresso de novos trabalhadores da categoria de bloco e a regulamentação de critérios para contratação de trabalhadores a vínculo. Havia 16 anos que um acordo assim não era firmado.

No mês seguinte, foi a vez de acertar a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), para o período de 2023/2025, com o Sindicato dos Trabalhadores Administrativos em Capatazia, nos Terminais Privativos e Retroportuários e na Administração em Geral dos Serviços Portuários do Estado de São Paulo (SINDAPORT). Um dos pontos definidos foi a regulação da contratação a vínculo. O último acordo tinha sido assinado em 2019.

“O Sopesp, que tem 38 empresas associadas, continua comprometido em liderar a evolução do setor, impulsionando a economia, promovendo a inovação e construindo um legado duradouro para as próximas gerações”, assegurou Prunzel.

Trabalho

O cuidado com o trabalhador sempre norteou a atuação da entidade. Deste modo, no Dia Nacional da Prevenção de Acidentes do Trabalho, em 27 de julho, por meio do seu Comitê de Saúde, Segurança e Meio Ambiente (SSMA), o sindicato escolheu uma maneira significativa de relembrar a importância da segurança no ambiente de trabalho. Um vídeo especial foi elaborado, a fim de homenagear a data e destacar o compromisso contínuo da empresa com a segurança dos colaboradores.

Em agosto, foi realizado o I Encontro de SSMA dos associados. O evento reuniu líderes do setor, especialistas em SSMA e associados, com o objetivo de proporcionar discussões construtivas, troca de conhecimentos e compartilhamento das melhores práticas relacionadas à saúde, segurança e preservação do meio ambiente.

Campanhas

O trabalho do Sopesp não se limita às demandas portuárias. Solidariedade, bem-estar e saúde também são compromissos. Por isso, em de junho, ocorreu o evento Junho Vermelho, dedicado a incentivar a doação de sangue e a conscientizar a comunidade sobre a importância desta ação.

Nesta mesma linha, a organização criou uma campanha em prol do Setembro Amarelo através de um evento híbrido, o Setembro Amarelo – Prevenção ao Suicídio. A ação contou com uma palestra especial da psicóloga Alessandra Moreno.

E como não poderia deixar de ser, a entidade deu voz ao público masculino. Em alusão ao Novembro Azul,o urologista Fabio Atz conversou com colaboradores, apresentando a eles um vídeo sobre o tema.

Outras iniciativas

Durante 2023, ainda houve tempo para uma programação especial no mês das mulheres, celebrando as conquistas, o empoderamento e a contribuição feminina no setor portuário.

As crianças também tiveram espaço no calendário de ações. Em comemoração ao Dia das Crianças, o Sopesp lançou um concurso de desenho especial, a fim de incentivar e destacar o lado artístico dos filhos dos profissionais das empresas associadas à entidade.

Estas e outras informações podem ser conferidas no site do Sopesp, o www.sopesp.com.br. Por sinal, o portal mudou seu layout recentemente — mais precisamente, em julho. A mudança teve o intuito de aumentar a interação do espaço com o público.

Fonte: Sopesp

Redação

A revista digital Porto Nosso é movida por quem vive o mundo fascinante da Logística e Comércio Exterior, com o propósito de trazer informações e análises detalhadas para profissionais e empresas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *