Portos de Vila Velha receberão investimentos para modernização

As intervenções programadas pela empresa, para 2024, serão apresentadas durante a Intermodal.


Foto: Divulgação

Nos próximos dias, a VPorts, empresa responsável pela administração dos Portos de Vila Velha, deverá anunciar um ambicioso plano de investimento no valor de R$ 150 milhões, para melhorar a infraestrutura do complexo portuário canela-verde e também dos outros portos do Estado onde opera. As intervenções programadas pela empresa, para 2024, serão apresentadas durante a “Feira Intermodal”, o maior evento de logística da América Latina, que acontece em São Paulo.
 
Em entrevista à imprensa, o diretor-presidente da VPorts, Ilson Hulle, enfatizou que essa iniciativa representa um marco significativo para os Portos de Vila Velha, conferindo-lhe uma nova identidade e uma maior conexão com as demandas do mercado nacional e internacional. Entre as melhorias planejadas, ele citou a revitalização dos ramais ferroviários, reformas nos berços, modernização de galpões, recuperação de plataformas e adaptações para ampliar a variedade de cargas transportadas.
 
Geração de até 1.000 empregos
 
Aos jornalistas, Hulle afirmou que a VPorts está comprometida com o desenvolvimento e a modernização dos Portos de Vila Velha e que obras a serem anunciadas representam um passo fundamental neste sentido. Ele destacou, ainda, a geração estimada de até 1.000 empregos diretos e indiretos durante as obras.
 
Durante a Feira Intermodal, a VPorts também apresentará os notáveis resultados do primeiro ano de gestão privada do porto. Sete novos contratos foram assinados, incluindo o mais recente com a FTSpar, grupo paranaense que se dedicará à movimentação e à armazenagem de granéis sólidos em uma área de mais de 22 mil metros quadrados no Porto.
 
Mais de 7 milhões de toneladas de cargas
 
Em 2023, a movimentação total da VPorts atingiu a marca de 7,3 milhões de toneladas, com um crescimento expressivo de 15% no segundo semestre em comparação com o mesmo período do ano anterior. Segmentos como automóveis, malte e offshore, nos quais novos contratos foram estabelecidos, registraram aumentos significativos na movimentação de cargas, variando entre 55% e 150%.
 
Ilson Hulle enfatizou, por fim, que a segunda fase do projeto de investimento da VPorts em Vila Velha contemplará outros granéis sólidos e a realização de um estudo para viabilizar a captação de combustíveis sólidos até 2029. O objetivo da empresa, segundo ele, é contribuir para o desenvolvimento de Vila Velha, do Espírito Santo e do país, por meio de investimentos em infraestrutura e inovação portuária e do compromisso com novas oportunidades de crescimento.

Fonte: Agora ES

Redação

A revista digital Porto Nosso é movida por quem vive o mundo fascinante da Logística e Comércio Exterior, com o propósito de trazer informações e análises detalhadas para profissionais e empresas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *