Nova fábrica da Suzano no MS deve iniciar operação em julho

Com atraso de um mês, obra está em fase final de comissionamento.


Foto: Divulgação Suzano

O início da operação da nova fábrica de celulose da Suzano em Ribas do Rio Pardo (MS), conhecida como Projeto Cerrado, foi adiado em um mês. Anteriormente prevista para junho, a nova fábrica será ativada apenas em julho.

Em fato relevante divulgado ao mercado no último dia 25, assinado pelo CFO Marcelo Bacci, a Suzano diz: “O Projeto Cerrado está na sua fase final de comissionamento e a Companhia tem por objetivo em seu planejamento garantir a adequada execução do start-up da nova fábrica e o bom desempenho de sua curva de aprendizado”.

Esta será a maior planta de celulose do mundo, com investimento de R$ 22 bilhões e capacidade de produção de 2,55 milhões de toneladas de celulose de eucalipto por ano. A fábrica deverá empregar aproximadamente 3 mil colaboradores.

O escoamento da produção será pelo Porto de Santos, onde a carga será recebida através do modal ferroviário, e embarcada nos navios a partir de dois terminais que a empresa possui no complexo portuário: o terminal da DPWorld, em Guarujá, e o T32, em Santos. Ambas as instalações foram reformadas e ampliadas para atender o Projeto Cerrado.

Redação

A revista digital Porto Nosso é movida por quem vive o mundo fascinante da Logística e Comércio Exterior, com o propósito de trazer informações e análises detalhadas para profissionais e empresas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *