Agricultura aumenta 15% no volume de cargas em São Francisco

Importação de fertilizantes e a exportação de soja foram determinantes para alcançar este incremento.


A movimentação de cargas no Porto de São Francisco do Sul continua crescendo mesmo após quebrar o recorde histórico em 2023. Em janeiro, o embarque e desembarque de mercadorias chegou a 1,44 milhão de toneladas, 190 mil toneladas a mais do que no mesmo mês do ano passado (1,25 milhão), representando um aumento de 15%.

Dois fatores relacionados à pujança da agricultura nacional foram determinantes para alcançar esse incremento: a importação de fertilizantes e a exportação de soja.

“Em anos anteriores havia meses sem embarque de soja ou milho. Em janeiro de 2023, por exemplo, não houve movimentação de soja. Já neste janeiro foram exportadas 200 mil toneladas”, explica o presidente do Porto, Cleverton Vieira.

A importação de fertilizantes, nutrientes para conseguir ganho na produtividade, aumentou 52% em comparação com o primeiro mês do ano passado: passou de 166 mil toneladas para 253 mil toneladas em janeiro.

“O Porto é peça fundamental para a agricultura da região: importa os fertilizantes do Oriente Médio, que beneficiam a soja e o milho e, na outra ponta, exporta o grão para a China”, acrescenta Vieira.

Em janeiro, as exportações somaram 781 mil toneladas (54%), graças principalmente ao milho (561 mil toneladas) e à soja (200 mil toneladas). Já as importações alcançaram 658 mil toneladas (46%). Destaque para os produtos siderúrgicos (328 mil toneladas) e fertilizantes (253 mil toneladas).

Sétimo maior porto público do Brasil

No início deste mês, a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) confirmou que São Francisco do Sul alcançou o sétimo lugar no ranking dos maiores portos públicos do Brasil.
Os dados oficiais, divulgados pelo Ministério da Infraestrutura, mostram que o terminal do Norte catarinense subiu duas posições com relação ao ano anterior, quando se encontrava em 9º lugar.

Recorde histórico

O avanço no ranking nacional foi consequência da movimentação histórica de 2023, quando São Francisco embarcou e desembarcou 16,8 milhões de toneladas de mercadorias, um aumento de 33% quando comparado com 2022.

Entre os 10 maiores portos públicos do país, foi o que mais cresceu (33%) e entre todos os 32 terminais públicos, obteve o segundo maior percentual de crescimento.

Maior porto de Santa Catarina

Em novembro, a Antaq divulgou que São Francisco do Sul tinha assumido a liderança na movimentação de cargas entre os portos de Santa Catarina, ultrapassando os terminais portuários privados Portonave e Itapoá, tornando-se o maior do Estado.

No ano passado, São Francisco também liderou no crescimento do volume de cargas entre os portos catarinenses: incremento de 33%. Na sequência, seguem Portonave (+23%) e Itapoá (+20%).

Redação

A revista digital Porto Nosso é movida por quem vive o mundo fascinante da Logística e Comércio Exterior, com o propósito de trazer informações e análises detalhadas para profissionais e empresas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *