Governo garante a continuidade do programa Reporto

Programa desonera os impostos de importação de setores produtivos, sendo vital para a economia do país.


Na última terça-feira (7), os ministros de Portos e Aeroportos (MPor), Silvio Costa Filho, e da Fazenda, Fernando Haddad, se reuniram para discutir temas cruciais para o crescimento portuário do Brasil. Durante o encontro foi celebrado mais uma conquista importante para a economia produtiva do setor: a prorrogação do Reporto.

Silvio Costa Filho destacou o comprometimento do Governo Federal com o crescimento da economia brasileira, ressaltando que “há uma perspectiva de investimentos nos próximos anos na ordem de R$ 50 bilhões de reais”.

Fernando Haddad enfatizou que a reforma tributária aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado inclui o Reporto. “Quem investe não deve pagar imposto, pois está gerando empregos”. Haddad reforçou a importância da desoneração para aumentar a produtividade da economia brasileira, facilitando o comércio exterior tanto para exportação quanto para importação. “Isso representa a consolidação da economia brasileira e a confiança do mercado externo no potencial do Brasil”, concluiu Haddad.

O Reporto desonera os impostos de importação de máquinas, equipamentos, peças de reposição e outros bens essenciais para o crescimento econômico brasileiro, criando mais empregos e aumentando a renda.

Redação

A revista digital Porto Nosso é movida por quem vive o mundo fascinante da Logística e Comércio Exterior, com o propósito de trazer informações e análises detalhadas para profissionais e empresas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *